Portal do Governo Brasileiro
Menu

O PPGEMP da Faculdade de Educação da UnB

O curso de mestrado profissional em Educação teve seu início em setembro de 2011 como parte de um processo de discussão que surgiu, no começo, na Linha de Políticas Públicas de Gestão da Educação do Programa de Pós-graduação em Educação da Faculdade de Educação. A proposta foi homologada pelo CNE (Port. MEC 1364 de 29/9/2009 DOU de 30/09/11, sec. 1, p 40) com foco em Políticas Públicas e Gestão da Educação.  Em julho de 2014, a Faculdade de Educação decidiu pela criação de um novo Programa de Pós-Graduação, na modalidade profissional. A abertura de uma nova proposta atendeu diversas demandas vindas de diferentes instâncias e órgãos governamentais.

Além da oferta do Curso de Mestrado, o Programa desenvolve atividades de pesquisa e extensão através do desenvolvimento dos projetos de seus professores. A sua identidade está bem caracterizada no formato do trabalho final de curso: uma dissertação que além do desenvolvimento acadêmico e científico, exige também uma contribuição técnica, isto é, uma proposta de intervenção no contexto local e que tem sido denominada de produto de intervenção. Desde os primórdios do Programa, a demanda por este tipo de formação foi crescente e o Programa procurou consolidar e expandir suas parcerias em diferentes âmbitos, se estruturando para atender demandas institucionais de órgãos de governo vinculados à política pública em educação (MEC/SAA/FNDE/INEP); demandas de profissionais da docência e da gestão no âmbito da Educação Profissional e Tecnológica, (MEC/SETEC, REDE FEDERAL, SENAI).

Em 2016, dois motivos geraram a necessidade do redimensionamento do Programa. Primeiro, a diversificação de demandas para atender educação básica e formação de professores, bem como a manutenção da formação de gestores. Por outra parte, o segundo motivo está associado à reconfiguração do quadro docente, a partir da convocação do edital 1/0217, para permitir o processo de credenciamento e recredenciamento de professores de diversas áreas da Faculdade de Educação. Essas mudanças foram levadas para o colegiado do PPGEMP, o que permitiu o estabelecimento de duas áreas de concentração  com dois focos de ação diferentes. Para isso foram unificadas as duas áreas anteriores que estavam centradas na educação profissional e tecnológica e na gestão de sistemas educacionais,, criando-se a área A) Políticas públicas e gestão da educação. Por sua vez, criou-se uma segunda área de concentração B) Desenvolvimento profissional e educação que se foca nos processos de formação docente. A nova área de concentração gera uma mudança significativa para o Programa e cria novas possibilidades de ação, formação e pesquisa, ampliando, ao mesmo tempo, as possibilidades de oferta por parte do Mestrado. Esses ajustes ampliam as possibilidades de impacto social do PPGEMP no contexto local, almejando impacto  mais imediato no Distrito Federal e, posteriormente, no país.

A criação das áreas de concentração tornou viável a discussão, no contexto do Colegiado do PPGEMP, de uma ideia que se distancia da tradição conceitual de “Linha de Pesquisa” e propõe o que tem sido chamado de campo de pesquisa. No contexto do PPGEMP, os campos de pesquisa são espaços dinâmicos, interdisciplinares e relacionais onde a pesquisa é desenvolvida. O primeiro campo de pesquisa é denominado Política, Gestão, Sociedade e Cultura e associa-se à área de concentração A). O Segundo campo, Processos Formativos e Profissionalidades, está associado à área de concentração B). A ideia de campo pretende gerar uma discussão mais ampla, interdisciplinar e articulada com outros olhares teóricos e metodológicos acerca dos espaços formativos e que possam vir a enriquecer as ações de ensino, pesquisa, inovação e intervenção geradas/demandadas pelo/para o Programa.

OBJETIVOS (GERAL E ESPECÍFICOS)

OBJETIVO GERAL:

Formar profissionais para uma ação transformadora em educação, com foco em sua qualificação nos âmbitos da docência, da gestão e da ação técnico-científica, que impacte nos contextos de inserção profissional dos sujeitos envolvidos.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS:

Avalizar processos de formação científica dos professores, gestores, e demais profissionais associados à Educação para desenvolver ações de intervenção que estejam fundamentadas em perspectivas teóricas, conceituais e metodológicas contemporâneas e pertinentes.

Permitir o desenvolvimento de pesquisas e produtos que tenham impacto em  processos formativos e educacionais em diferentes contextos.

Propiciar o uso de ferramentas teóricas, conceituais e metodológicas que enriqueçam os contextos sociais, econômicos, políticos, culturais, ideológicos e transformações nos contextos, como parte do processo formativo dos alunos no programa.

PERFIL DO EGRESSO

O PPGE-MP, desde o seu início, busca articular-se organicamente com o contexto educacional e de gestão que envolve instâncias, órgãos e instituições locais, almejando o desenvolvimento de ações que permitam implementar Políticas Públicas e Processos de Formação Profissional no âmbito educacional e em áreas correlatas. Assim, entende-se que os egressos possam:

  1. a) Atuar como facilitadores e criadores de processos e políticas educacionais  no contexto local, a partir de um olhar crítico dos processos em que estejam envolvidos;
  2. b) Compreender e prever a implementação de diferentes processos de pesquisa, modelos educacionais e de avaliação que fundamentam as ações das políticas públicas e as ações educacionais, gerando coparticipação nos contextos em que decisões de formulação, implementação e avaliação de políticas, projetos, programas e processos são orientadas;
  3. c) Ampliar as potencialidades de atuação docente e de gestão no âmbito da educação, permitindo o desenvolvimento de métodos de interpretação sobre o mundo do trabalho;
  4. d) Agenciar a atuação dos profissionais como facilitadores e autores de processos educacionais, sendo competentes para interpretar e analisar a realidade a partir de olhares críticos dos processos em que estejam envolvidos;
  5. e) Ampliar as potencialidade de atuação como docente e gestor no âmbito da educação, permitindo o desenvolvimento de métodos interpretativos do mundo.

ESTRUTURA CURRICULAR

A proposta inicial do curso de Mestrado em Educação - Modalidade Profissional foi atualizada em 2014, tendo sido essa nova estrutura curricular inserida no Regulamento do Programa de Pós-Graduação em Educação-Modalidade Profissional, aprovado em 26 de setembro de 2014, pelo colegiado do Decanato de Pesquisa e Pós-Graduação. Não entanto, como mencionado antes, depois das ações realizadas por parte da Faculdade de Educação, tornou-se possível a abertura do primeiro edital de credenciamento e recredenciamento de professores no PPGEMP em 2016. Igualmente, o primeiro edital aberto e universal  de seleção de alunos, em 2017, são momentos importantes nas transformações do Programa.

O currículo do curso de Mestrado Profissional se organiza em disciplinas, obrigatórias e optativas, atividades programadas e trabalho de conclusão final de curso, tendo por base a elaboração de uma dissertação (pesquisa),  bem como a apresentação de um produto técnico, caracterizado por uma proposta de intervenção na realidade.  O PPGEMP tem uma organização curricular com base nas Áreas de Concentração e Campos de Pesquisa, que abrangem áreas de conhecimentos afins.

A partir da abertura da primeira turma universal e a vinculação de novos professores de diversas áreas de conhecimento ao quadro do colegiado, tornou-se necessária a discussão e concretização de novas perspectivas, campos teóricos e modos de compreender a realidade por parte do Programa. Em função disso, reformulações foram definidas o que levou à junção de duas áreas de concentração e a criação de uma nova área.

                                

                                                                                                                                                                                                                                                                           

Áreas de Concentração

  1.       Políticas Públicas e Gestão da Educação
  2.       Desenvolvimento Profissional e Educação

Campos de Pesquisa


Políticas, Gestão, Sociedade e Cultura (A) e Processos Formativos e Profissionalidades (B)

Componentes Curriculares


Duas disciplinas Obrigatórias do Tronco Comum: 28,57% dos créditos do Curso:

  •       Pesquisa Aplicada à Educação. 4 créditos
  •       Atividades Programadas: 2 créditos em cada semestre (que deverão ser ofertadas no primeiro e segundo semestres do Curso).

Duas disciplinas obrigatórias das áreas de concentração 28,57% dos créditos do Curso

  •       Estado, Educação e Políticas públicas (A) 4 créditos.
  •       Processos formativos e profissionalidade (B) 4 créditos.

O aluno deverá cursar, pelo menos, quatro disciplinas optativas: 42,85% do curso.

Trabalho de conclusão final de curso.

Voltar ao topo