Portal do Governo Brasileiro
Menu

2º Seminário da Diversidade da FE

 

 

 

INSCRIÇÕES PARA EVENTO PET-EDU

II Seminário de Diversidade da Faculdade de Educação/UnB- Territórios Educativos de Resistência.

O evento acontecerá do dia 04/11 ao dia 07/11.

Link para a programação do evento e mais informações:

https://www.facebook.com/events/531282644104670/?event_time_id=539595939940007?ti=icl

 

PET- Educação anuncia, 2º Seminário da Diversidade da Faculdade de Educação: Territórios Educativos de Resistência e convida toda a comunidade da FE, no intuito de propiciar um espaço de diálogo acerca de temas como sexualidade, gênero, raça, classe e vários outros assuntos negligenciados nos nossos espaços educativos.

É sabido que na FE os espaços que tratam da diversidade são escassos e no intuito de viabilizar essas discussões pedimos que os professores apoiem a inciativa do PET-Educação liberando as alunas e alunos, ajudando a divulgar e participando das nossas ações que ocorrerão dos dias 4 a 7 de novembro.

O Segundo Seminário da Diversidade da Faculdade de Educação: Territórios Educativos de Resistência, traz esse nome e entoa essa voz para que possamos identificar e legitimar esses territórios, enquanto lugares possíveis para a organização de  processos educativos. 

 Compreendemos que o atual momento político-econômico-social e cultural que vivenciamos, nos exige uma postura responsável e ativa, buscando alternativas e caminhos que possibilitem nos enxergarmos como seres potentes, singulares e integrais. Reconhecemos a caminhada que tantas e tantos outres já fizeram e sabemos que basta uma crise econômica para que direitos já conquistados através de um processo de luta e resistência sejam suprimidos. 

Consideramos, legitimamos e defendemos o atual patrono da educação brasileira como expoente ímpar de representação e reconhecemos a real amplitude que sua teoria traz para nossa educação. Sendo assim, nos colocamos em uma posição de encantamento e alegria perante o mundo e nos opomos a qualquer comportamento que vise eliminar o direito que temos de sermos quem somos.  Por isso mesmo, relembramos o que  Paulo Freire fala em Educação e Mudança, quando afirma que “Ad-miramos e, ao penetrarmos no que foi admirado, o olhamos de dentro e daí de dentro aquilo que nos faz ver”.

Que consigamos mergulhar nesses territórios e nos perceber diante deles e tudo que eles nos trazem, sua importância social e histórica, nossa relação individual e coletiva, suas contradições e potencialidades. Sendo assim, o seminário abre caminhos para que de forma crítica e respeitosa abordemos não somente os territórios educativos de resistência, mas também os corpos que compõem esses territórios.

 

 

Envie-nos uma mensagem

Voltar ao topo